Cultura Brasileira: no ar desde 1998

Como votaram os Senhores Senadores na trágica noite de 26/05/2015 a MEDIDA PROVISÓRIA Nº 665, QUE SUPRIME E LIMITA UMA SÉRIE DE DIREITOS CONQUISTADOS PELAS LUTAS DOS TRABALHADORES E ESTÁ EM VIGOR DESDE SUA TRAIÇOEIRA PUBLICAÇÃO A 30 DE DEZEMBRO DE 2014

 

 

Para orientação de um eleitorado desmemoriado caso haja consulta por aqui nas proximidades das próximas eleições municipais ou majoritárias, quem votou NÃO, votou CONTRA essa Medida agressiva aos trabalhadores e quem votou SIM, votou (concedo, em sua maioria foram intimidados e subornados a fazê-lo) CONTRA os trabalhadores, a favor dos bancos e do grande capital financeiro.

Conforme já prevíamos o Senado Acaba de Aprovar a Famigerada Medida Provisória 665 DECRETADA por Dilma Rousseff, que aproveitou o Recesso Parlamentar para publicá-la, IMPEDINDO a apreciação imediata, pelo Parlamento da Medida que cancela e reduz drasticamente uma série de Direitos dos Trabalhadores, ficando limitados pelo governo do Partido (dito) dos Trabalhadores uma série de conquistas após ANOS de lutas dos Trabalhadores. Penaliza-se o Trabalhador para engordar o lucro dos banqueiros e apostadores nos jogos da Bolsa de Valores sob a alcunha eufemística de "ajuste fiscal". Através destas medidas o desgoverno endurece as regras para a concessão do seguro-desemprego, do seguro-defeso e do abono salarial; estabelece ainda regras rigorosíssimas para a concessão do auxílio-doença e da pensão por morte. A viúva de um Oficial Jovem, morto em Cumprimento do Dever, que não tenha ainda dois anos completos de União Estável perde o direito à Pensão, por exemplo.

Texto completo da MP 665 neste link

Texto completo da MP 664 neste link

Com pressa de confiscar mais direitos dos Trabalhadores transferindo o lucro daí advindos aos Mercados o Senado Federal da República açodadamente, agendou para amanhã - justamente no dia em que a Caravana para Brasília chega oficialmente por lá - a votação da ainda mais draconiana MP 664. Mercaores eram olimpicamente desprezados nos tempos em que o Ocidente contava com uma Civilização digna desse nome: É o governo "dos Trabalhadores" governando para Banqueiros e Jogadores....

Leia a Reportagem Completa na Página do Senado Federal da República, através deste link:

 

Conforme prometi, aqui está, em ordem alfabética, a posição de cada senador na votação da MP 665; em Vermelho os 39 Senadores que votaram CONTRA os Trabalhadores, em Azul os 32 Senadores que votaram A FAVOR dos Trabalhadores

 

Acir Gurgacz (PDT-RO) - Sim

Aécio Neves (PSDB-MG) - Não

Aloysio Nunes (PSDB-SP) - Não

Ângela Portela (PT-RR) - Sim

Antõnio Carlos Valadares (PSB-SE) - Não

Ataídes Oliveira (PSDB-TO) - Não

Benedito de Lira (PP-AL) - Sim

Blairo Maggi (PR-MT) - Sim

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) - Não

Ciro Nogueira (PP-PI) - Sim

Cristovam Buarque (PDT-DF) - Não

Dalírio Beber (PSDB-SC) - Não

Dário Berger (PMDB-SC) - Sim

Davi Alcolumbre (DEM-AP) - Não

Delcídio do Amaral (PT-MS) - Sim

Donizeti Nogueira (PT-TO) - Sim

Douglas Cintra (PTB-PE) - Sim

Edison Lobão (PMDB-MA) - Sim

Eduardo Amorim (PSC-SE) - Não

Elmano Férrer (PTB-PI) - Não

Eunício Oliveira (PMDB-CE) - Sim

Fátima Bezerra (PT-RN) - Sim

Fernando Coelho (PSB-PE) - Sim

Fernando Collor (PTB-AL) - Não

Flexa Ribeiro (PSDB-PA) - Não

Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) - Sim

Gleisi Hoffmann (PT-RS) - Sim

Hélio José (PSD-DF) - Sim

Humberto Costa (PT-PE) - Sim

Ivo Cassol (PP-RO) - Sim

Jader Barbalho (PMDB-PA) - Sim

João Alberto Souza (PMDB-MA) - Sim

João Capiberibe (PSB-AP) - Não

Jorge Viana (PT-AC) - Sim

José Agripino (DEM-RN) - Não

José Medeiros (PPS-MT) - Não

José Pimentel (PT-CE) - Sim

José Serra (PSDB-SP) - Não

Lídice da Mata (PSB-BA) - Não

Lindbergh Farias (PT-RJ) - Não

Lúcia Vânia (PSDB-GO) - Sim

Magno Malta (PR-ES) - Não

Marcelo Crivella (PRB-RJ) - Não

Marta Suplicy (Sem partido-SP) - Não

Omar Aziz (PSD-AM) - Sim

Otto Alencar (PSD-BA) - Sim

Paulo Bauer (PSDB-SC) - Não

Paulo Paim (PT-RS) - Não

Paulo Rocha (PT-PA) - Sim

Raimundo Lira (PMDB-PB) - Sim

Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) - Não

Regina Sousa (PT-PI) - Sim

Reguffe (PDT-DF) - Não

Ricardo Ferraço (PMDB-ES) - Não

Roberto Requião (PMDB-PR) - Não

Roberto Rocha (PSB-MA) - Sim

Romário (PSB-RJ) - Não

Romero Jucá (PMDB-RR) - Sim

Ronaldo Caiado (DEM-GO) - Não

Rose de Freitas (PMDB-ES) - Sim

Sandra Braga (PMDB-AM) - Sim

Sérgio Petecão (PSD-AC) - Não

Simone Tebet (PMDB-MS) - Sim

Tasso Jereissati (PSDB-CE) - Não

Telmário Mota (PDT-RR) - Sim

Valdir Raupp (PMDB-RO) - Sim

Vanessa Grazziotin (PCdoB - AM) - Sim

Vicentinho Alves (PR-TO) - Sim

Waldemir Moka (PMDB-MS) - Sim

Walter Pinheiro (PT-BA) - Não

Wellington Fagundes (PR-MT) - Sim

* Marcada, vale a reiteração, para a tarde e noite desta quarta-feira, 27/05/2015 a votação da MP 664, ainda mais draconiana, particularmente contra as Mulheres Trabalhadoras, Viúvas e Pensionistas, JÁ ESTÁ EM VIGOR, DECRETADA PELO GOVERNO NO RECESSO PARLAMENTAR há quase seis meses e é complementar a esta, e segue direção "Robin Hood às avessas": rouba dos pobres para transferir aos ricos.

Texto completo da MP 664 neste link

Lázaro Curvêlo Chaves - 27/05/2015 - 4h

 

 
Confira Ainda

Como votaram os Senhores Parlamentares na trágica noite de 13/05/2015 a MEDIDA PROVISÓRIA Nº 664, QUE SUPRIME E LIMITA UMA SÉRIE DE DIREITOS CONQUISTADOS PELAS LUTAS DOS TRABALHADORES E ESTÁ EM VIGOR DESDE SUA TRAIÇOEIRA PUBLICAÇÃO A 30 DE DEZEMBRO DE 2014

Como votaram os Senhores Parlamentares na trágica noite de 06/05/2015 a MEDIDA PROVISÓRIA Nº 665, QUE SUPRIME E LIMITA UMA SÉRIE DE DIREITOS CONQUISTADOS PELAS LUTAS DOS TRABALHADORES E ESTÁ EM VIGOR DESDE SUA TRAIÇOEIRA PUBLICAÇÃO A 30 DE DEZEMBRO DE 2014

Como votaram os Senhores Senadores na trágica noite de 26/05/2015 a MEDIDA PROVISÓRIA Nº 665, QUE SUPRIME E LIMITA UMA SÉRIE DE DIREITOS CONQUISTADOS PELAS LUTAS DOS TRABALHADORES E ESTÁ EM VIGOR DESDE SUA TRAIÇOEIRA PUBLICAÇÃO A 30 DE DEZEMBRO DE 2014

Apontamentos para a História do Brasil; 1ª Parte: da Posse de Lula da Silva ao Escândalo do Mensalão, incluindo o "Troféu Berzoíni de Crueldade"

Apontamentos para a História do Brasil; 2ª Parte: em elaboração (Vampiros, Sanguessugas, Queda de Ministros Corruptos, mais denúncias de corrupção, incúria e incompetência...)

Apontamentos para a História do Brasil; 3ª Parte: queda de ministros corruptos no Terceiro Mandato Lula da Silva - exercido através de Dilma Rousseff, com uma exceção que confirma a regra

Apontamentos para a História do Brasil - 4ª Parte - O Quarto Mandato PT/PCdoB

Um País Partido - 2014 - A Eleição Mais Suja da História - Marco Antonio Villa (Notas de Leitura)

Década Perdida – Dez Anos de PT no Poder – Marco Antonio Villa (Uma Resenha)

De como o PT se transformou num partido de ideologia fascista e comportamento fisiológico

 
 

 
 
Copyleft © LCC Publicações Eletrônicas Todo o conteúdo desta página pode ser copiado e divulgado para fins não comerciais. É educado sempre citar a fonte...Contato: https://www.facebook.com/lazaro.chaves