6 dicas para ser um ótimo advogado

Existe uma lista de preceitos para ser um bom advogado? E ir além e conquistar maiores feitos? Neste setor, você precisa trabalhar como um tubo flexível, para se ajustar a todo e qualquer cliente.Quer entender melhor sobre o tema? Então, vem com a gente!

 

1- Boa capacidade de comunicação

Os advogados devem ser articulados, ter boas habilidades de comunicação escrita e também ser bons ouvintes. Isso tudo para que possam argumentar, de forma convincente, no tribunal. 

Tudo isso pode ser desenvolvido durante seus estudos, participando de atividades como debates ou falas em público. Os advogados também devem ser capazes de escrever de forma clara, persuasiva e concisa, pois devem produzir uma variedade de documentos jurídicos.

Vale fazer testes e exercícios, onde cita e explica termos técnicos, mas outros fora do contexto, como expor sobre o Imã de Ferrite, por exemplo.

Mas, para poder analisar o que os clientes dizem ou acompanhar um testemunho, um advogado deve ter boas habilidades de escuta.

 

2- Julgamento

A capacidade de tirar conclusões ou suposições razoáveis ​​e lógicas a partir de informações limitadas é essencial para um bom advogado.

Você também deve considerar esses julgamentos criticamente, para que possa antecipar potenciais áreas de fraqueza em seu argumento é que, de fato, devem ser fortalecidas.

Da mesma forma, identificar pontos fracos em um argumento de oposição é viável. A determinação também faz parte disso tudo. Haverá muitos julgamentos importantes a serem feitos e pouco tempo para ficar em dúvida.

Se assim o fizer, poderá perder um processo milionário referente a funcionários de uma empresa de Bacias de contenção ou qualquer outra.

 

3- Habilidades analíticas

Tanto o estudo quanto a prática do direito envolvem a absorção de grandes quantidades de informações e, em seguida, a necessidade de separá-las em algo gerenciável e lógico.

Às vezes, haverá mais de uma conclusão ou mais de um precedente aplicável para resolver uma situação. Um advogado deve, portanto, avaliar para escolher qual é o caminho mais adequado a seguir.

 

4- Habilidades de pesquisa

Da mesma forma, poder pesquisar de forma rápida e eficaz é essencial para entender seus clientes, suas necessidades e para elaborar estratégias jurídicas.

Preparar estratégias jurídicas irá requerer a absorção e compreensão de grandes quantidades de informações e, em seguida, fazer com que todas elas sejam gerenciáveis e úteis.

 

5- Habilidades pessoais

O direito não é uma prática abstrata. Independentemente de ser um bom aluno na faculdade, no final das contas, os profissionais trabalham com pessoas e em nome delas. Por isso, devemos lembrar que todas as decisões que são tomadas afetam suas vidas.

Os advogados devem sempre ser apresentáveis, persuasivos e capazes de ler os outros com grande margem de antecipação. Isso permite que avaliem as reações dos jurados e a honestidade das testemunhas.

Foquem-se, sempre, na melhor abordagem a ser adotada para alcançar o resultado desejado. Tanto quando os clientes seguem seus conselhos, quanto quando chegam a uma negociação favorável com a oposição.

Esperamos ter ajudado com essa postagem, caso tenha gostado, comente e compartilhe em suas redes sociais.

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções industriais.

Leave a comment

Your email address will not be published.