Rebranding: qual o momento de reposicionar a marca?

O rebranding é uma estratégia que costuma ser usado por empresas que precisam mudar o conceito que o público as vê no mercado e reposicionar a marca.

Trata-se da identificação da necessidade de mudança, para que novos projetos sejam alavancados e colocados em prática.

Se você tem uma empresa que faz locação de geradores, por exemplo, saiba que existem várias maneiras de executar um rebranding, como por exemplo:

  • Alterar a logomarca da empresa;
  • Mudar o nome e a razão social;
  • Mudar as cores da identidade visual;
  • Mudar o perfil de atendimento ao cliente;
  • Alterar os uniformes.

 

Mas para tomar de tamanha magnitude, é necessário saber o momento certo. Afinal, toda a mudança exige um tempo de adaptação e pode não ser bem-visto pelo cliente consumidor.

Ao identificar a importância desse tema para gestores e empreendedores, resolvemos produzir um artigo mais aprimorado sobre qual o momento de executar o rebrading e reposicionar a marca. Gostou da pauta? Então siga conosco e boa leitura.

O rebranding advém da necessidade de se reinventar

A primeira coisa que o gestor de uma empresa precisa fazer é detectar que existe uma necessidade de se reinventar para melhor atender o cliente e melhorar os índices de projeção da empresa.

O que podemos adiantar nessa questão, é que você não deve temer em fazer isso. Temos inúmeras empresas que alteraram sua logomarca, sua forma de produção e até mesmo seu produto final, para buscar novos mercados e conseguir o desenvolvimento corporativo.

Entretanto, sabemos que trata-se de uma escolha difícil, sobretudo quando estamos muito apegados àquilo que criamos no início dos nossos projetos.

Por isso, veja a seguir, quando é o momento que você deve começar a considerar o rebranding e o reposicionamento de mercado.

Queda no número de vendas 

Você tem uma empresa que vende servomotor, por exemplo, e está vendo que os números de sua empresa não estão bons. 

É claro que não é porque você teve uma queda no mercado, que já precisa mudar tudo. É necessário analisar fatores e desde quando isso está ocorrendo, determinar os principais motivos e criar estratégias para se posicionar dentro do mercado.

As estratégias são distintas e determinadas a partir do momento em que os problemas são detectados.

Em casos bem obtusos, uma reavaliação integral do branding pode ser necessária para conceder uma nova ‘vida’ à empresa e assim, surpreender o público consumidor e o concorrente de mercado. 

Dificuldade de prospecção de clientes

A prospecção de clientes e a geração de leads qualificados é o principal alimento das empresas.

Sem isso, o faturamento cai e a empresa acaba entrando em crise, pois não consegue atingir a rotatividade de capital.

Um dos indicadores sobre a necessidade do rebranding está exatamente na dificuldade de conseguir novos clientes por longo período.

Inovação de mercado

Você tem uma empresa que vende estruturas metálicas, por exemplo, e tem um produto novo no mercado que você não trabalha, além da sua logomarca ser o mesmo desde anos 70, entre outras peculiaridades.

O que queremos dizer aqui, é que ficar permanentemente preso no nicho comercial e no estereótipo visual, não vai acompanhar as inovações do mercado e nem colocar a empresa dentro de novas tendências.

É necessário fazer a avaliação de vários fatores para que sua empresa se enquadre aos tempos atuais e caminhe para o futuro. Um desses caminhos é o rebranding para reposicionamento de marca.

Chega ao fim nosso artigo falando sobre rebranding e os momentos para reposicionar a marca. Se gostou deste conteúdo, compartilhe e siga para mais dicas de gestão empresarial.

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais. 

Leave a comment

Your email address will not be published.