Como os segmentos estão sendo impactados com a crise mundial

Assim como é importante fazer a Locação de Grupo Gerador para grandes eventos, também devemos analisar todos os detalhes quando entramos em uma crise. Entenda: apesar de difícil, a experiência não precisa ser desastrosa. 

 

Para começar, é útil definir o que é uma recessão econômica e por que elas acontecem. Foi pensando nisso que criamos este guia definitivo. Então, continue com a gente e tira todas as dúvidas!

 

O que é uma recessão?

 

Uma recessão refere-se a um período de desaceleração econômica, geralmente definido por vários trimestres consecutivos de números negativos quando ajustado pelo PIB de um país. 

 

As Luminária de emergência se acendem quando os indicadores listados abaixo aparecem:

 

  • Perda de emprego;
  • Desaceleração de fabricação de materiais;
  • Queda nos gastos do consumidor;
  • Declínio de renda.

 

Impacto da crise nos negócios

 

Embora as recessões, geralmente, não duram mais do que alguns trimestres, os efeitos podem perdurar por muitos anos. Aqui estão apenas alguns exemplos de como a crise econômica pode afetar seus negócios:

 

  • Lucros reduzidos

 

À medida que o crescimento econômico estagna, consumidores e empresários ficam cautelosos quando se trata de gastos. Desta forma, haverá dificuldade de gerar novas vendas. 

 

Neste caso, as marcas são menos propensas a investir em novos produtos, os funcionários podem ser demitidos e as despesas gerais são reduzidas para que não fechem as portas.

 

  • Crise de crédito

 

Não são apenas as empresas e os consumidores que se tornam mais cautelosos com seus gastos. Os credores também se mantêm temerosos, o que dificulta o acesso às linhas de crédito usuais (que, por muitas vezes, é visto como uma espécie de Tubo Flexível para projetos ou melhorias). As taxas de juros aumentam e os requisitos de empréstimo ficam mais rigorosos.

 

  • Redução no fluxo de caixa

 

É mais difícil fazer pagamentos pontuais durante uma recessão global. As empresas podem precisar gastar mais tempo buscando faturas, atrasando seus próprios pagamentos aos fornecedores e aos colaboradores, por exemplo. 

 

Quando  olhamos para as marcas B2B, isso tende a ser ainda mais complexo. Se um de seus clientes falir, suas contas podem não ser pagas.

 

  • Preços de ações e dividendos em declínio

 

Uma redução no fluxo de caixa e no lucro acaba chegando às demonstrações financeiras e isso inclui o relatório de ganhos trimestrais. Nesse ponto, os dividendos podem diminuir ou até desaparecer. 

 

Imagine o prejuízo de ver todas as suas ações despencaram. Leve sempre um ‘plano B’ na manga.

 

  • Declínio na qualidade do produto

 

Quer outra demonstração de como as crises financeiras afetarão seu negócio? Basta verificar a queda na qualidade de certas marcas. 

 

À medida que a fabricação diminui e as contas não são pagas, existirão novas buscas para cortar custos e melhorar os resultados. Isso pode levar a uma redução de eficiência do serviço ou do produto, pois não pode se dar ao luxo de aderir aos seus padrões habituais

 

Apesar das dificuldades, idealize que tudo isso passará em breve e quando tudo voltar ao normal, guarde uma quantia mensal para situações como essa.

 

Gostou do nosso conteúdo? Deixe o seu comentário e compartilhe este post em suas suas redes sociais!

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais.

Leave a comment

Your email address will not be published.