Pontos turísticos de São Paulo

Cidade oferece programação para todas as idades em bairros diferentes 

 

Conhecida como “selva de pedra”, a cidade de São Paulo atrai até mesmo quem é apaixonado por áreas verdes, pela sua diversidade de locais turísticos. É possível alugar bicicleta e percorrer a cidade aproveitando vistas como o Beco do Batman, ou ainda fazer um passeio a pé pelo centro, conhecendo o Parque Minhocão e o Parque Augusta.

 

Seja qual for o seu tipo de programa, São Paulo tem opções para todos os gostos, e muitos deles vão noite adentro, para você aproveitar em qualquer hora da sua viagem. Neste artigo, você fica sabendo de alguns dos melhores pontos turísticos na cidade, e dicas de como explorar ao máximo cada canto.

São Paulo: o que fazer na cidade que não dorme

Algumas metrópoles como Nova York e São Paulo são lembradas como locais onde é possível encontrar programas para se fazer 24 horas, nos sete dias da semana. Isso porque as opções de bares, restaurantes, casas noturnas, eventos culturais e espaços alternativos são inúmeras e espalhadas por todas as regiões.

 

Quem visita São Paulo pela primeira ou mais de uma vez, com certeza acaba passando por locais icônicos, como a Avenida Paulista, o MASP, a Praça da Sé, e mais recentemente os parques Augusta e Minhocão.

 

Seja sozinho, com a família ou entre amigos, viajar a São Paulo é uma chance única de viver experiências para lá de curiosas. Confira algumas delas a seguir.

Pedalar pelo centro da cidade

Principalmente na mídia, o centro de São Paulo é tratado como um local perigoso e com poucas atividades para se fazer. Mas a verdade é que a região central possui vasta opção de transportes, programas diversos e movimento de todos os tipos.

 

É possível comer um pastel na feira da Praça da República, ir pedalando até as ruas de Higienópolis, visitar o incrível bairro do Bom Retiro e observar o movimento e tesouros arquitetônicos escondidos na rotina agitada da cidade.

 

Conhecer a vida noturna da Zona Oeste

Os bairros Vila Madalena e Pinheiros ganham cada vez mais destaque no cenário da vida noturna de São Paulo. Por lá encontram-se bares para todos os gostos e orçamentos, com pistas de dança de salão, palcos de rock, música eletrônica, gigs de música experimental e rodas de samba.

Interligados por importantes avenidas, é possível conhecer ambos os bairros a pé ou de bicicleta, com espaços de aluguéis de bike espalhados e estacionamentos seguros para as magrelas.

Visitar centros culturais

São Paulo ganhou diversos espaços voltados para atividades culturais nos últimos anos. No centro, o SESC 24 de Maio se tornou uma parada obrigatória, com sua piscina no terraço da unidade, seu café a preços acessíveis e uma programação de exposições sobre vários temas.

 

Na Avenida Paulista, exposições de fotos, pinturas, arte digital, oficinas para crianças e performances ao ar livre dão conta de entreter pessoas de qualquer idade, de dentro e fora do país.

Ver o pôr-do-sol em diferentes pontos da cidade

Se engana quem acredita que a paisagem de São Paulo é sempre cinza. Dos pontos mais altos da cidade, é possível apreciar belíssimos fins de tarde, com o sol se pondo em meio a prédios e árvores, criando oportunidades para fotos únicas. Você pode aproveitar espaços como o Vão Livre do MASP, a Praça do Pôr-do-sol ou o Mirante 9 de Julho.

 

Para quem deseja se aventurar andando pela cidade e encontrar locais mais privados, as ruas do bairro do Jardins oferecem vistas privilegiadas do fim de tarde em meio às casas requintadas da região.

 

Com tanta coisa para se fazer durante uma visita a São Paulo, a melhor dica é conhecer os lugares sem pressa, observando as pessoas, as construções, o movimento de cada bairro e as casas noturnas escondidas em portas aparentemente velhas nos bairros mais descolados da cidade.

Leave a comment

Your email address will not be published.